26 outubro 2017

Meet Eddie, the coolest dog!

 Hoje é dia de vos apresentar o mais recente membro da família Lobo Nunes, o pequeno Eddie.

 O meu André há muito tempo que falava em arranjarmos um cãozinho. Era um sonho antigo e todos os dias as nossas conversas acabam no cão que ainda não tínhamos mas que desejávamos com todas as nossas forças. Até o sofá foi escolhido para facilitar a subida do futuro cão. Mais tarde decidimos que a raça ideal seria um Jack Russell, não apenas pelo tamanho mas pelas características da raça: fiéis, amigos, enérgicos, inteligentes e com uma confiança do tamanho do Mundo. Como me disseram um dia: eles olham-se ao espelho e vêem um leão grande e feroz.

 A aventura começou em Junho, quando em conversa com a minha amiga Marlene partilhei a minha ideia  de presentear o André no dia do nosso casamento. Ela vibrou, tal como eu, e disse para eu ir em frente porque ia ser épico. Andei um mês e meio a ponderar, a analisar os prós e os contras, a fazer planos para uma surpresa que não seria fácil de guardar. Mais tarde partilhei com a minha São e ela deu o empurrão final pois conhecia alguém que tinha um cão da mesma raça do Eddie, Jack Russell. Entrei no mundos dos Jack Russells, ao aderir a um grupo de facebook alusivo à raça, e logo nesse dia encontrei a criadora do Eddie, a Rita. Uma hora de conversa, de fotografias, de elogios à raça e a Ana ficou rendida ao pequeno ser que na altura tinha cerca de quatro ou cinco dias. Consultei a minha melhor amiga, a Ana, para saber se podia ser minha cúmplice nos dias que antecediam ao casamento e tomar conta dele. Só depois de ter a confirmação que o plano era viável é que dei o meu sim à Rita, o Eddie era nosso.

 Desde Julho até Setembro recebia fotografias do pequenino, a Rita dizia qual a evolução dele desde quando abriu os olhos até quando ladrou pela primeira vez. Saber tudo isso e não poder partilhar com o André era o que mais me custava, confesso. Quando ele falava no cão eu tinha que adoptar uma postura durona, mostrar indiferença e terminar as conversas com um "Para o ano talvez, depois pensamos nisso.". Foi o que mais me custou.

 Quem sabia da surpresa delirava com as novidades que eu transmitia do pequeno Eddie.
 Chegou o grande dia, o dia em que fiz 300km para o ir buscar, mentir ao André e dizer que ia só ali e já voltava. Quando o vi e ele quis vir para o meu colo foi uma forma de amor indescritível. Começava ali um amor para a vida toda.

 Estava tudo delineado com a Ana, o Cyer (DJ) e o Hotel (pet friendly por sinal). Chegou o dia do casamento e eu só queria que chegasse a hora da surpresa.

 Chegada a hora e de olhos vendados, o André mal sabia o que o esperava. Soaram músicas de Pearl Jam para dar o mote (o nome é em homenagem ao tio Eddie Vedder, de quem nós gostamos muito.). Ainda de olhos tapados e com uma sala inteira cúmplice da minha surpresa, peguei na mão do André e coloquei-a em cima da cabeça do Eddie, que se portou muito bem e não se denunciou com latidos. E a magia aconteceu, as lágrimas vieram aos olhos e vi o André chorar de felicidade!

 Foi bom tê-lo no nosso casamento, fazer parte da nossa história, conquistar os convidados e tirar-nos todo o protagonismo. A partir dali a noite era dele.
 O sacaninha deixou muitos fãs no Convento do Espinheiro que cuidaram dele uns minutos antes da surpresa. Fez furor, portanto.

 Agora somos três, a nossa casa é uma alegria e é como se fosse nosso filho. É o menino do Pai e da Mãe, não precisamos conceber um ser um dar à luz para ser Pais. O acto de ser Pais é um gesto de amor contínuo, um cuidar permanente. E foi essa a responsabilidade que assumimos: cuidar dele com o melhor e dar-lhe todo o amor que temos.

 É um teimoso da pior espécie (sai à Mãe) e é um doce de menino (sai ao Pai). Tem energia para dar e vender, as pilhas nunca acabam e brinca connosco às escondidas como se de um menino se tratasse. A inteligência é notória, o cão mais inteligente que tive até hoje.


Nome: Eddie
Raça: Jack Russell Terrier
Idade: 3 meses
Data de nascimento: 24/07/2017
Principal qualidade: amigo fiel
Principal defeito: Teimoso que dói
Brinquedo preferido: Stitch (da Lilo&Stitch)
Segredo íntimo: momentos calientes diários com o seu Dumbo (elefante do tamanho dele). É um cão precoce, ok?
O que odeia: aspiradores
O que adora: esfregonas, bolas de ténis, peluches, comida (muita comida) e laurear a pevide





SHARE:

4 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, bom dia Socha!

      Estou a usar a Lock it da Kat Von D. :)

      Beijinho

      Eliminar
  2. Opa, que ternura ! Fiquei apaixonada com tanta doçura *.*
    Beijinho,
    Vou de Saltos

    ResponderEliminar

Blogger templates by pipdig