31 julho 2017

Falta 1 mês! E agora?

 E agora nada, relax total e muita calma nessa hora.
 Se me dissessem, há um ano atrás, que nesta altura do campeonato iria estar tão calma e descontraída eu diria que a pessoa andava metida nos ácidos por dizer um disparate tão grande. Dizia que era impossível eu, furacão cruzado com tornado, estar em modo Zen a pouco mais de um mês do esperado dia.

 Os duzentos cabelos brancos que ganhei nos últimos três foram resultado de problemas relacionados com as obras e os seus timings sempre distantes do inicialmente acordado. A calma em excesso dos pedreiros, as nódoas de verniz ao longo do pavimento, as pingas de tinta pelos azulejos, a parede que começou a cair, o espelho de WC que foi montado ao contrário, o riscar a torneira por pousar o espelho em cima da torneira, a loja que se esqueceu da nossa encomenda da cabine de duche, o azulejo diferente no meio de uma parede e o medo de partir os outros à volta para se trocar aquele. Isto sim são questões que me atormentaram durante largas semanas e me colocaram os nervos em franja. Valeu-me a tranquilidade do André, como sempre. É o meu Valdispert em dias em que a vontade de me atirar de uma ponte três vezes para me certificar que o assunto fica arrumado, fala mais alto.

 Atrevo-me a dizer que cada dia que passa estou mais calma e tranquila. O meu segredo para tudo correr bem durante a organização foi seguir um plano que eu estipulei, após alguns estudos com outras noivas eu já tinham casado, estabelecer datas e, sobretudo, tentar cumpri-las. Ao longo desde último ano descobri que afinal trabalho bem sob pressão.

 Outro factor que considerei preponderante foi o facto de escolher pessoas para trabalhar que tratavam logo de duas ou três coisas. Pessoas de um profissionalismo extraordinário, sempre disponíveis para responder às questões estúpidas de quem nunca casou antes. Falarei deles em detalhe, depois de tudo passar e eu me poder agarrar ao PC e às memórias de um dia perfeito onde eles tiveram um papel de destaque.




 Vou começar a falar do calendário da organização de um casamento que eu acho mais eficaz. Foi mais ou menos nesta altura que comecei a organizar o meu casamento e não estou nada arrependida. 
 Em Setembro o blog irá de férias por razões óbvias mas até lá vou falar na importância de definir etapas na organização de um casamento para o bem-estar mental da Noiva e do Noivo. 



SHARE:

1 comentário

Blogger templates by pipdig