25 janeiro 2016

Have a Wonderful Week #28

 Hoje acordei com o espírito renovado. O fim-de-semana recarregou as baterias no máximo e estou mais do que pronta para enfrentar esta nova semana. Eu estou preparada para a Segunda-feira mas será que ela está preparada para mim? Vamos lá agarrar o touro pelos cornos e não deixar que o mau tempo nos deite para baixo.

 Apesar da boa energia e da força que não é de todo normal para mim a uma Segunda-feira, comecei a semana desiludida. Desiludida com o povo a que pertenço. Desiludida com este movimento do "estou desagradado e por isso não vou votar!". Ora a isso é que eu chamo a verdadeira teoria da caca. Reclamam, criticam as classes políticas, dizem que não há uma medida que se aproveite e que "nenhum deles presta". Eu lamento dizer às senhoras e senhores portugueses que ficaram com o rabo no sofá, a apanhar sol na esplanada ou a vaguear pelo centro comercial que vocês não são melhores. Entre aqueles que palreiam o dia inteiro na Assembleia da República e vocês que falam e não votam, venha o Diabo e escolha.

 Sei que nestas alturas se diz sempre a mesma coisa mas parece que nunca é suficiente. Foi um direito que demorou anos e anos a ser conquistado, principalmente para as mulheres, e que é menosprezado. Pior: mais do que um direito é uma obrigação e deve ser levada a sério. Para mim, enquanto cidadã portuguesa, é vergonhoso que pessoas estrangeiras me digam "O que se passa com o teu povo? É exímio para criticar os governantes mas tem taxas de abstenção em eleições elevadíssimas. Estão à espera do milagre?".

 Posso garantir que desde que tenho o meu cartão de eleitor que nunca falhei uma eleição que fosse. Estreei-me com o referendo para a despenalização do aborto e cumpro sempre o meu dever enquanto cidadã. Se não me deslocasse às urnas, fosse por qualquer razão, eu não dormiria bem à noite. Como é que é possível que cerca de metade dos eleitores recenseados não pensou nisto por um segundo? Ficam de consciência tranquila por deixar uma decisão deste grau de importância nas mãos de outros? A mim revolta-me. Muito mesmo. Jamais deixaria que escolhessem por mim, jamais votaria em branco.

 Com isto, os portugueses mostram-se pequeninos. Mostram que desistiram do seu país, das pessoas. Pensam que não existe salvação e o remédio é ficar sentado à espera que os outros votem e as coisas mudem. Eu votei, eu posso falar e criticar, eu posso arrepender-me da minha escolha. E esses quase 50%? Vão continuar na sua postura dúbia do falar e não fazer nada. Para mim, uma triste forma de vida.


SHARE:

9 comentários

  1. Tenho de concordar com tudo! O tuga reclama mas nada faz para mudar! Mentes tacanhas e pequenas!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai Raquel, somos exímios em reclamar (somos porque por uns pagam todos). Diria que é aquilo que melhor sabemos fazer.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Concordo contigo!
    A partir do momento em que não fazemos a nossa parte não somos ninguém para depois cobrar seja que decisão for por parte dos governantes!
    E é nesta mentalidade pequenina e bizarramente desinteressada que temos a maior certeza: o país dificilmente se erguerá enquanto a mentalidade não mudar. Mais do que uma crise financeira, o nosso país atravessa uma verdadeira crise de valores. Hoje em dia é, para grande maioria dos portugueses, mais importante saber quem habita a Casa dos Segredos do que quem está no governo. E depois esperam por milagres. É lamentável, totalmente lamentável e vergonhoso. Enquanto o português não se responsabilizar por si e pelas suas decisões, dificilmente veremos melhorias...
    A mim resta-me a minha consciência tranquila de dever cumprido!
    Um beijinho de boa semana! ;)
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Cris, temos a nossa consciência tranquila por fazermos valer os nossos direitos e sobretudo deveres! Mas falta a outra metade da laranja, a metade azeda e sem caroço, sem algo que possibilite a continuidade do trabalho até então feito. É de uma tristeza imensa, quase que arrisco a dizer que me repugna ao ouvir dizer "São uma cambada de mentirosos, com o meu voto é que não foram lá parar porque eu nunca voto!". Essa crise de valores é que me assusta, muito mais que a financeira. Economicamente é mais fácil reerguer um país, os valores não se levantam na caixa multibanco ou se compra na farmácia.

      É a isto que estamos condenados.

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Tivemos uma percentagem de abstenção muito elevada, o que é mesmo uma vergonha tendo em conta a fase que atravessamos! Há uma falta de interesse que não se entende, mas depois para se criticar estão todos prontos!
    Eu também nunca faltei a uma chamada às urnas e até à data nunca votei em branco mas até para isso as pessoas podiam e deviam de se dirigir às urnas! É um direito conquistado com suor, lágrimas e sangue e o Povo tem que o respeitar..

    Beijinho*

    Cristiana Teixeira ~ Pink and Sparkle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Cristiana. A percentagem que nos dá conta do número de portugueses desinteressados é lastimável. Concordo contigo, podiam dirigir-se (e deviam!) nem que fosse para votar em branco e mostrar o seu descontentamento. No outro dia comentei com alguém que achava estúpido as pessoas que vão votar e tiram fotografia ao boletim de voto. Apesar de ser proibido, ao menos essas vão lá, embora que com atitudes idiotas mas vão!

      Beijinho,
      Ana

      Eliminar
  4. Só tenho pena que para os emigrantes (como eu) o voto seja quase impossível. Apesar de todos terem ridicularizado o Tino, ele tem razão quando fala sobre o péssimo sistema nos consulados portugueses no estrangeiro. Como portuguesa a viver na Suiça, a minha maior vergonha é o consulado, e as políticas por lá praticadas.
    Não votei. O consulado disse que o sistema estava indisponível.

    Beijinho Ana e boa semana =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso ainda é mais triste Ana, querer cumprir com as nossas obrigações e haver sempre algum impeditivo. Os consulados funcionam muito mal, já havia recebido queixas nesse sentido. É uma tristeza muito grande.

      Beijinho,

      Ana

      Eliminar
  5. É totalmente tudo isto. Já passou algum tempo, mas não conseguimos deixar de comentar ao ler este texto. Infelizmente, parece que se mantém sempre actual...

    ResponderEliminar

Blogger templates by pipdig