30 junho 2015

Have a wonderful week #14 - PRATICA A FELICIDADE

 Escrevo este post à terça-feira porque para mim a semana só começou hoje. Sabe sempre muito bem quando o feriado municipal calha a uma segunda-feira.

 Hoje trago-vos um texto mais motivacional e que espero que vos sirva de inspiração. Ao longo da nossa vida encontramos pessoas e vivemos momentos que são capazes de nos fazer parar e pensar "És tão burra, és feliz e ainda reclamas!". O eterno problema do ser humano: R-E-C-L-A-M-A-R. Reclamam porque está demasiado calor, demasiado frio, porque faz vento, porque muda a hora, porque têm que ir ao supermercado, porque o Chico é um otário, porque a Maria é um atiradiça lá no emprego, porque o Manel anda sempre com um sorriso irritante nos lábios, porque entram cedo, porque nunca mais é sexta-feira, porque nunca mais chega Agosto.

"Convenci-me durante uma vida inteira que era feliz. Cheguei a velha e percebi que a vida tinha passado por mim e eu não lhe tinha dado o merecido sorriso, mesmo não tendo nada. Não falo do dinheiro não, falo dos afectos!"

 Foi esta a frase dita por uma Senhora com os seus setenta e tal anos que me marcou e me deixou a pensar. Há palavras que batem no fundo do nosso coração e ficam lá tempos infinitos. Pensamos na sorte que temos e como somos idiotas. Idiotas por não aproveitar e não ir em busca daquilo que queremos. Achamos que sonhos não passam de sonhos, esperamos pela sexta-feira para ser um pouco mais feliz e queremos que todos à nossa volta estejam felizes e se divirtam connosco. Espera lá, então e eu? Vivemos na tentativa incessante de fazer todos felizes, de não falhar enquanto mulheres/namoradas, mães, filhas, irmãs, primas, amigas. Acabamos por falhar com a mais importante de todas as pessoas: Nós.
 Estou a atravessar uma fase boa porque decidi que assim seria. Decidi que a cirurgia aos olhos iria ser um marco na minha vida e que passaria a levá-la de maneira diferente. Aprendi a olhar para as pessoas não no sentido crítico mas sim na forma como podem inspirar os outros. Este click permitiu-me canalizar todas as energias boas que os outros têm para me oferecer.
 Deixei de esperar pela sexta-feira, pelo Sábado, pelas férias. Deixei de odiar as segundas. Comecei a fazer exercícios de respiração para não me saltar a tampa (e tem funcionado às mil maravilhas!). Esperamos casar para ser feliz, ter filhos para ser feliz, viajar para ser feliz. Então e agora? Limitamo-nos a esperar? Ficamos aqui sentados à espera que a felicidade nos cai no colo? Sujeitamo-nos ao que a vida nos dá ou vamos atrás daquilo que nos faz feliz?
 Quem me segue no instagram sabe que tenho utilizado a hashtag #praticaafelicidade porque acredito piamente que esta deve ser praticada, diariamente. Fiz uma lista mentalmente daquilo que me deixa realizada, o que me deixa verdadeiramente feliz, desde as coisas mais estapafúrdias, e propus-me a fazer algumas delas. Todos os dias. Tudo aquilo em que vocês pensam e vos deixa com um sorriso nos lábios é porque vos deixa felizes. Repitam esses momentos vezes sem conta, tornem isso num hábito saudável.
 No Domingo sentei-me debaixo da figueira e devorei 4 figos de seguida. Lembrei-me da infância, da simplicidade e da felicidade que era comer figos às escondidas. Estava ali, sentada no chão, debaixo da figueira a deliciar-me com um fruto que me sabe bem e me deixa feliz.
 Tenho o que tenho e sou aquilo que sou e, sobretudo, que quero ser. Por isso, posso dizer à boca cheia: sou feliz, porra! Quero chegar a velha e poder dizer que fui feliz, cada dia da minha vida. E mesmo que não tenha sido, em algum momento, ao menos sei que tentei e que fiz por isso!

 Ser feliz não é difícil, díficil é sair da zona de conforto e ir atrás da felicidade.

 Bora praticar a felicidade?






SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

Blogger templates by pipdig