03 maio 2015

(Re)Descobrir Lisboa

 Lisboa é a segunda cidade do meu coração, a primeira é Évora por razões óbvias e indiscutíveis. Tão diferentes mas tão parecidas. Se Évora me acolheu por me ver nascer, Lisboa foi a escolhida para uma nova etapa da minha vida e a qual não esquecerei. Gosto de pegar na máquina fotográfica e ser turista nas minhas cidades. Évora conheço-a bem, como a palma das minhas mãos. Lisboa é uma descoberta constante e há sempre algo novo para ver. É bom ver as coisas com olhos de ver, sem pressas e com olho de turista. No passado Sábado foi isso que aconteceu. Comecei por almoçar a melhor francesinha de Lisboa no Mercado da Ribeira no restaurante do chef Miguel Castro e Silva. Se ainda não conhecem convido-os a visitarem e a saborear as suas iguarias.
 Depois do estômago aconchegado e da gula satisfeita com um gelado da Santini era hora de partir à  descoberta. A zona do castelo foi a eleita desta vez e por aí vagueámos. Miradouros com a cidade a perder de vista e recantos tão nossos, tão portugueses. Quando o tempo começa a aquecer as esplanadas nos miradouros convidam-nos a deslumbrar a vista com uma bebida fresca na mão. Tão bem que sabe e as baterias ficam totalmente recarregadas. Somos tão ricos e nem sabemos.










Botas e vestido | Zara
Casaco | Massimo Dutti (old)
Clutch e chapéu | Stradivarius





SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

Blogger templates by pipdig