17 fevereiro 2015

The most beautiful timepiece

 Sou uma fã incondicional de relógios. Ainda me lembro do primeiro relógio a sério que ganhei nos anos. Era branco, da Swatch e nunca o largava. Teve um triste fim quando a cadela da minha Tia o apanhou enquanto eu dava um mergulho na piscina. Chorei perdidamente com desgosto de ter perdido para sempre o meu primeiro relógio.
 Se sair de casa à pressa e me esquecer do relógio é como sair de casa sem roupa interior. Não me sinto bem e só descanso quando volto atrás. São hábitos que vamos adquirindo com o passar dos anos e já não vivemos sem eles. Também o meu querido Avô gostava de usar relógio, todos os dias. Ainda me lembro que ele não mudava a hora dos relógios e por isso estes estavam sempre em horário de Verão, o seu preferido. Afinal quem não prefere os dias longos e onde o tempo voa?
  Quando o meu Avô faleceu a minha Mãe ficou com o seu relógio preferido. Aquele com números que a sua vista conseguia alcançar. Hoje a minha Mãe entregou-me esta relíquia que tem um valor incalculável para mim. Sabem quando usamos uma peça com a qual sentimos que temos super-poderes? É assim que eu me sinto. Pareço uma tonta e vejo as horas de 5 em 5 minutos só para olhar para ele, só para me lembrar mais um pouco de como Ele era feliz cada vez que o usava. Sou feliz quando olho para o meu pulso e sou feliz por pensar na sorte que tive em ter um Avô tão bom, um amigo tão querido. Sinto borboletas na barriga por ter algo que lhe pertenceu e quase que consigo sentir a sua energia e a sua força de viver. Existem peças que por mais bonitas que sejam o que as torna únicas foram os momentos vividos com elas e a quem pertenceram.




SHARE:

6 comentários

  1. Adorei o post Aninha. O valor emocional das coisas que nos são dadas por pessoas queridas não tem qualquer comparação ao valor material de quando compramos algo. Pelas fotos vê-se o teu enorme orgulho e felicidade de estares a usar algo que era do teu avô, e isso é mesmo bonito de se ver :). És linda Aninha!
    Beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Ritinha :) Sinto mesmo muito orgulho por poder usar algo que pertenceu a um dos Homens da minha vida e é uma forma de o eternizar, ainda mais. :)

      Beijinho grande

      Eliminar
  2. Essas são as peças de maior valor. Gira tu ;)

    ResponderEliminar

Blogger templates by pipdig