21 julho 2014

Praia, sol e bolas de berlim

 O dia está quase a terminar e eu já me sinto um pouco mais aliviada por ter despachado mais uma Segunda-feira. Passei uma fase de agradecimento a cada nova Segunda. Agradecia por ser mais uma semana, por ter que acordar cedo e ir trabalhar, era uma nova semana cheia de oportunidades. A pancada não durou muito tempo, é um facto. Voltei então ao meu estado normal: acordar, bocejar, desligar o despertador com uma palmada, dizer um ou dois palavrões e prometer que quando chegar a casa vou logo dormir. A situação tem vindo a agravar-se e eu só tenho uma explicação plausível para isto: preciso urgentemente de férias. Para mim falta imenso tempo (4 semanas) mas tenho que pensar que já foi pior, já chegou a faltar um ano e eu a desesperar pelos próximos dias de descanso.
 Preciso de desligar a ficha e deixar este meu lado eléctrico de andar de um lado para o outro numa correria constante. Preciso desligar o meu relógio interno que todos os dias acorda à mesma hora, mesmo sem ajuda de despertadores. A única preocupação que eu quero ter é saber para que lado desviar a toalha consoante a direcção do sol. Contar as horas desde a última refeição para mergulhar e ficar ali até os dedos e os lábios mostrarem os primeiros sinais de frio. Deliciar-me com uma bola de berlim a transbordar de creme, ficar empanturrada e mal disposta, prometer que não como mais e no dia seguinte voltar a cair na asneira.
 É *SÓ* disto que eu preciso para afastar o meu mau humor.


SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

Blogger templates by pipdig